Arte Extrema 70

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

InteraBanger: Ghost



A seção InteraBanger do Blog Arte Metal, além de procurar inovar e tirar o veículo de certa rotina, tem o intuito de interagir com o leitor, músicos e especialistas no assunto sobre álbuns polêmicos ou não de bandas já consagradas e relevantes. Outros assuntos relativos às bandas ‘mainstream’ também serão comentados esporadicamente.

Odiada por muitos, amada por outros, a polêmica banda Ghost é a bola da vez com seu terceiro álbum “Meliora”. Os suecos misteriosos mostram que mantiveram a linha no novo álbum, talvez a provação definitiva do sexteto. As opiniões foram positivas, mas ainda há quem os deteste.

“Eu achei o melhor disco deles!” (Paolo Bruno, vocalista/guitarrista do Desdominus - https://www.facebook.com/desdominus)

“Eu sou fã da banda desde quando apareceram... fiquei super preocupada se conseguiriam se manter no terceiro álbum, mas acho que mandaram super bem. Pra mim eles têm se superado a cada álbum.” (Débora Brandão, Metal Media - http://www.metalmedia.com.br/)

“Os caras acertaram em todos até agora...” (Zam Ferretti, leitor – Leme/SP)

“Disparado o melhor disco do grupo. Acho que conseguiram mesclar os dois discos anteriores: a crueza e simplicidade do primeiro com a megalomania do segundo, e saíram do estúdio com um disco homogêneo, cheio de nuances e influências (do Hard setentista ao Pop e New Wave) e músicas que definitivamente são marcantes. Nota 10 e um dos melhores discos do ano.” (Alisson Caetano, leitor – Cornélio Procópio/PR)

“Serei só eu que acho que o disco transpira Simon & Garfunkel? A faixa He Is é Simon & Garfunkel chapado. O que é bom.” (Ruy Vieira, vocalista/guitarrista da banda Machinergy e Baktheria - http://www.machinergy.com/  -  https://www.facebook.com/baktheria?fref=ts)

“Cara, Cirice é um hino (eu acho uma chupação de Supertramp!!!), Deus is Absentia fecha esse disco que me fez acreditar na banda e tirar esse ‘trooismo’ idiota que às vezes me decepciona como ser humano e adorador da música underground.” (Wison Vieira, guitarrista da Gore - https://www.facebook.com/intestinalpestilence)



“Olha, alguns sons sempre me agradaram outros nem tanto, mas aquela porra daquele som He is não sai da minha cabeça nem a pau , ‘pqp’ maravilhoso!” (Juliano Bonaccini, leitor – Franca/SP)

“Nunca curti a banda, mas esse achei bem legal. Lembra muita coisa, transpira a áurea setentista. Esse eu teria em minha coleção!” (Harisson Stoj, leitor – Araraquara/SP)

“Não sou adepto à banda, ou fã, mas ouvi o disco inteiro e posso dizer que achei sensacional, houve uma evolução musical na banda... Melodias fortes e marcantes, um tanto original.” (Marcos Almada, baterisa da In Trance/Scorpions Tribute - https://www.facebook.com/pages/In-Trance-Scorpions-Tribute/421984507838024?pnref=lhc)

“Foda. Evolução muito boa. He is é uma música marcante. Adorei.” (Marcelo Ricardo Rios, leitor – Guararema/SP)

“Ruim não é... Só não é totalmente "Metal" digamos assim. Como se só metal prestasse. (risos)” (Elkiaer Ribeiro, leitor – Nova Iguaço/RJ)

“Isso vai de cada um. Eu prefiro outras coisas, com mais qualidade, peso e principalmente, vocal.” (João Carlos Juarez, leitor – São Caetano do Sul/SP)

“Muito ruim, comparado com os anteriores que são bem melhores.” (Jefferson Junior, leitor – Joinville/SC)


Entrevista: Sky In Flames



Apesar de ser formado em 2003, o Sky In Flames só foi lançar seu primeiro EP neste ano. Oriundo de Esteio/RS, o grupo atualmente é formado por Wagner Santos (vocal/guitarra), Fabiano Oliveira (guitarra), Jeverson Eberle (baixo) e Jeferson Pereira (bateria), que praticam um Death Metal sem fechar o leque abrangendo Thrash e Black Metal. Quem nos falou mais sobre o trabalho e a banda foi o vocalista e guitarrista Wagner, confira nas linhas abaixo.


São mais de 10 anos de carreira, mas até então o Sky In Flames não tinha lançado nenhum trabalho ‘oficial’. Qual o motivo disso?
Wagner Santos: Não tínhamos uma agência de assessoria e imprensa para nos direcionar às gravadoras o que torna muito difícil gravar algo. Tendo esta ferramenta agora ao nosso lado tudo fica menos difícil, precisávamos deste trabalho em mãos para poder seguir em frente com shows e ter nossa própria banca de marketing para fazer a banda viver dela mesma ao invés de ficarmos injetando dinheiro nela o tempo todo, o que torna tudo mais desgastante.


Dado isso, como foi o processo de criação e produção de “In Cailleach Winter Veil”?
Wagner: As músicas que estamos lançando como inéditas neste trabalho são composições antigas e a muito aguardavam o momento de serem lançadas, particularmente eu não aguento mais ouvir elas (risos). As músicas bônus foram adicionadas ao CD, pois elas não tiveram lançamento físico por uma gravadora, a demo “Blinded by Hate” (2007) teve uma tiragem que não atingiu 50 cópias pois foi feita por nós mesmos e o single “Carnal Putrefaction” (2007) foi duplicado da mesma forma para que pudéssemos apresentá-lo em um show que fizemos em São Paulo na época.


O disco traz uma sonoridade focada no Death Metal, mas com uma boa dose de melodia. Poderíamos considerar o Sky In Flames uma banda de Melodic Death Metal?
Wagner: As últimas resenhas que tenho lido sobre este lançamento eu já li dizerem que a banda é de Death Metal Melódico outras de Brutal Death Metal, Algumas de Old School, Black Death Metal, então baseado nisso eu prefiro não intervir, deixo que cada um faça seu próprio critério. Se você escutar a música Nights Of Sacrifice vai perceber que ela é uma música que soa como Death Metal mas ela não é melodiosa, agora se escutarmos a Into The Light ela se torna um Death Metal Melódico autentico. Shadows tem um ambiente tão sombrio na intro e termina de forma extrema, sem falar que a letra é totalmente atípica do que estamos escutando nas bandas que estão surgindo de 10 anos para cá. Temos a Subliminal Neurologic Destruction que questiona a própria existência e a música já inicia sendo de forma brutal, então eu acredito que o melhor que temos a fazer é deixar a banda sendo conhecida pelo gênero Death Metal e dentro disso deixarmos que os ouvintes decidam o que estão escutando. 


Aliás, ainda há elementos típicos do Black Metal que se consagrou na década de 90...
Wagner: Sou um grande fã de Black Metal e recebo material de muitos lugares do mundo e hoje graças às grandes produções de estúdio o gênero vem consagrando bandas de países de fora da Europa. No início de tudo era terrível, pois as gravadoras não entendiam a proposta das bandas e acabavam por não lapidar melhor a produção dos álbuns na época, e hoje as bandas que estão surgindo já não se guiam mais por aqueles materiais, hoje as bandas estão prezando pela produção do trabalho que estão para lançar, e isso não é diferente de nossa proposta pois as letras da banda possuem um enraizamento muito forte dentro do Black Metal e temos muito orgulho disso.



Falando sobre a produção do trabalho, ela é de qualidade e soa mais orgânica e fiel do que o que nos acostumamos a encontrar hoje em dia. Esse foi o objetivo da banda? Como foi esse processo?
Wagner: Se eu te contar que este álbum não foi finalizado você vai acreditar? E se eu te contar que o que você está escutando é apenas o material capitado dentro de estúdio e apenas foi alinhado os volumes você acreditaria? Pois bem, isso foi o que aconteceu, gravamos os instrumentos e a voz em um único final de semana e não tivemos tempo para mixar ou masterizar, quando começamos a gravar tínhamos fechado contrato com uma gravadora que pagaria gravação deste trabalho, mas aí os meses foram se passando e o valor negociado não veio. Então decidimos cancelar a agência de assessoria e imprensa que havia fechado o contrato e estamos à espera da resposta desta gravadora até hoje sendo que esperamos que ela não tenha esquecido que temos um contrato assinado e gravado em vídeo disponível para todos verem no Youtube. Como não tínhamos a verba para fechar o pacote e recolher o material decidimos correr atrás de outra agencia de assessoria e imprensa e eis que surge a Heavy And Hell Press que passa a administrar a banda, colocamos o Renato Gimli Sanson a par de toda a história e prontamente ele começou a fazer contato com as gravadoras do Brasil, em 7 dias ele tinha 5 propostas de contrato para nossa análise e acabamos por fechar com a Cripta Discos. Mas como toda a gravadora tem seus prazos limites, com esta não foi diferente e em uma semana tinha que ser decidido lançar desta forma ou abortar a missão de vez e imagine você qual decisão tomamos? (muitos risos)


Um dos fatores importantes na música do Sky In Flames é que mesmo se utilizando de uma boa dose de melodia em suas composições, a banda consegue manter a aura maléfica em seu som, sem soar ‘água com açúcar’. Qual seria a fórmula disso?
Wagner: Trabalhamos com melodias que não são convencionais, é terrível escutar uma música em que se sabe em que momento vai entrar o refrão, ou em que momento vai entrar o solo, isso é muito chato... Então quando estamos compondo, primeiro alinhamos a música e depois mudamos a cara dela desagregando os padrões notáveis da linha musical. Hoje em dia é um saco escutar uma música de 6 minutos, mas se você escutar a Shadows nem vai sentir que se passou todo este tempo. A forma em que compomos as músicas vai dar o que falar quando lançarmos o próximo material e aí sim poderemos mostrar do que a banda é capaz. Todos nós estamos preparados para lançar um material que certamente irá mudar o cenário rítmico do Death Metal sem tornar o gênero mais um clichê esporádico no underground. Na mudança de formação em 2012 com a entrada de Fabiano Oliveira (guitarra), o entendimento de melodias e construção musical foi mudado em 75%, eu não tenho como explicar em palavras como isto tudo está sendo de grande valor à banda, mas posso afirmar que o próximo material não será convencional mas será aquele trabalho que será escutado várias vezes e não será igual a nada já escutado antes.


Aliás, as letras fortes anti-religião podem ser um dos fatores que mantém essa aura. Fale-nos um pouco do contexto das letras de “In Cailleach Winter Veil”?
Wagner: É sempre um desafio criar uma letra sem parecer com algo hoje em dia e quando o assunto é religião isso parece que piora ainda mais por que não teve banda que não tirou uma parte controversa da bíblia, ou do corão ou da tora, então tento mesclar isso com a política, ou aos costumes antigos. Já estou em processo de finalização das letras do próximo trabalho e sempre tem uma coisa aqui e outra ali para mudar, eu sempre mostro as letras para a banda quando termino de escrever, mas acredito que tudo que mostrei já foi mudado tantas vezes que nem me lembro da matriz inicial (risos). Mas sempre visando a melhoria do entendimento de tudo como um todo, de nada adianta eu falar de um Deus Sumério que só eu e a banda leu ou ouviu falar, quando isso acontecer deve ser de forma contada sem ser fatídico. A letra da Nights Of Sacrifice é direcionada ao Black Metal e ao War Metal, e quando se lê uma letra daquelas adicionada a um padrão rítmico tão intenso como o dela você sente realmente que tem algo ali que te passa o sentimento de raiva na guerra.


E como tem sido a repercussão de “In Cailleach Winter Veil”?
Wagner: O show de lançamento será dia 12 de setembro e estamos ansiosos para saber das pessoas o que elas acharam do que estão escutando, e pelo que tenho acompanhado em nossa página no Facebook os nossos seguidores, fãs e amigos estão felizes por nós, mas nem todos usam as redes sociais para isso, então nada melhor do que poder ver isso em um show; Sempre fomos bem recebidos por todos os lugares que passamos e esperamos que este novo trabalho possa trazer mais contatos para shows. Em 2014 tocamos no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná e este ano temos este lançamento, parece que tudo está se encaminhando para nós.


Enfim, falem-nos dos planos da banda para este resto de ano.
Wagner: Por enquanto estamos focados apenas no lançamento deste trabalho e em finalizar o as músicas novas. Sobre shows isso fica a cargo da nossa assessoria, pois são eles que mantêm a nossa agenda em dia; Este ano foi muito puxado para nós mesmo estando mais tempo em estúdio do que tocando em festivais, estamos dando o máximo de nós para poder trazer um material mais extremo e bem mais coeso, sem tanta melodia também (risos).


Muito obrigado pela entrevista. Podem deixar uma mensagem
Wagner: Agradeço ao Blog Arte Metal pela oportunidade de estar falando sobre a banda, ao Estúdio Audiocore que é o local onde ensaiamos a TENENT que é meu patrocinador; a Heavy and Hell Press por estar conosco nesta caminhada e a todos os nossos amigos e seguidores. Horns up \m/.



Lethal Vice – “Thrash Converters” – 2014 – Suspiria Records (Importado)

“Thrash Converters” é o primeiro disco deste espanhóis do Lethal Vice e o título do trabalho já entrega a proposta da banda oriunda de Vigo. Mas, o que temos em mãos contém um pouco mais do que um dos sub-estilos mais cultuados dentro do cenário Heavy Metal mundial pode oferecer.

Charly (vocal), Calo e Alex (guitarras), Abel (baixo) e Cheche (bateria) alia ao seu Thrash Metal também elementos do Speed Metal e do Metal tradicional. Com muita técnica e variação, o quinteto consegue impor uma sonoridade bacana e que não cai na nostalgia.

Em “Thrash Converters” peso e melodia caminham lado a lado, mostrando um grandioso trabalho da dupla de guitarristas que entre palhetadas abafadas, cavalgadas e bases sólidas, mostram composições de muita qualidade, além de inspiradoras, permitindo uma audição prazerosa do álbum.

Os timbres foram muito bem escolhidos, sendo a boa produção um dos trunfos. O vocalista Charly consegue unir agressividade com técnica, sendo um bom cantor tendo uma cozinha coesa e precisa. Destaque para as faixas In Greed We Trust, Street Violence, Godless World e Operation Warehouse.


8,0

Vitor Franceschini


quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Arte News

ABOUT 2 CRASH: “Vamos detonar no Rock in Rio para retornarmos sempre”
Enquanto para algumas bandas tocar no Rock in Rio é o auge de uma carreira para o ABOUT 2 CRASH, mais novo dream team do metal nacional, é sinônimo de uma responsabilidade ainda maior.

O supergrupo formando por Aquiles Priester (Primal Fear, Angra, Hangar), o ilustre baixista Luis Mariutti (Angra, Shaman, Andre Matos), o exímio guitarrista Bill Hudson (Circle II Circle, Jon Oliva, Zak Stevens), Theo Vieira (vocalista – Hard Rocket), Anderson Carlos (guitarrista – Holy Sagga, Hard Rocket) e Vinicius Neves (DJ/vocal – Stay Heavy) faz apresentação de estreia justamente no maior festival do mundo. O show acontece, no próximo dia 24 de setembro, no Rock Street Brasil.

Em entrevista ao site Brazilian metal, Vinicius Neves declarou que há uma expectativa enorme, mas que a banda está tranquila, ansiosa para este debut e pronta para impressionar o público ao vivo. “Agradecemos a essa grande oportunidade dada pelo Rock in Rio e a Monika Cavalera que nos ajudou nesse processo e que foi a maior defensora em estarmos no cast desse ano. Vamos detonar para voltarmos sempre!”, declarou o músico.

Além disso, o artista comentou como aconteceu esta reunião de grandes nomes da música pesada nacional, o excelente feedback dos quatro singles, a parceria com o lutador de UFC, Viscardi Andrade, os próximos projetos, o lançamento de um EP, entre outras curiosidades.


Até o momento, o ABOUT 2 CRASH apresentou apenas quatro impressionantes composições: “Monster”, “Liar”, “Supertaster” e “Buried Alive”, que conquistaram excelente feedback do público e a expectativa para o lançamento do debut álbum tem crescido ainda mais. Todas as músicas foram mixadas e masterizadas pelo produtor Damien Rainaud (Fear Factory, DragonForce), em Los Angeles (EUA).

Composto por experientes músicos da cena do metal mundial, o ABOUT 2 CRASH traz uma proposta sonora agressiva e moderna, misturando peso, melodia, groove e samplers, o que resulta em um som único e visceral.

Com pouco mais de um ano de existência, a banda vem aprimorando seu estilo e suas composições, abrangendo temas atuais e controversos, saindo do lugar comum e procurando trazer algo novo para a música pesada.

Confira o trabalho do ABOUT 2 CRASH:

Links relacionados:


MONO promete roubar a cena no Overload Music Festival
Após 15 anos de estrada, a banda japonesa Mono finalmente irá desembarcar no Brasil para show inédito e exclusivo no Overload Music Fest, evento que acontece neste sábado (05/09) e domingo (06/09), na Via Marquês, em São Paulo, e traz o melhor da música alternativa mundial ao Brasil.

Considerado um dos maiores nomes do Post Rock, Takaakira 'Taka' Goto (guitarra), Tamaki (baixo/piano), Yoda (guitarra) e Yasunori Takada (bateria) já mandaram avisar que vão roubar a cena e proporcionar um dos melhores shows do festival.

Em entrevista exclusiva ao site Contra Corrente, o líder Takaakira 'Taka' Goto declarou que o cultuado quarteto japonês está muito animado em visitar a América do Sul pela primeira vez. “Esperamos poder compartilhar algo realmente especial com a nossa música, algo que as pessoas nunca sentiram antes. Já recebemos muitas mensagens do Brasil e da América do Sul. Por isso, mal podemos esperar para ver os fãs”.


Apesar da grande procura, os fãs ainda podem garantir presença adquirindo os ingressos disponíveis no site do Clube do Ingresso (www.clubedoingresso.com – parcelado em até 6 vezes) e pontos de venda autorizados. Mais informações no serviço abaixo.

Links relacionados:

Serviço São Paulo
Overload orgulhosamente apresenta Overload Music Fest 2015
Dias: 5 e 6 de setembro (sábado e domingo)
Local: Via Marquês
End: Rua Marquês de São Vicente, 1589 (próximo ao Metrô Palmeiras-Barra Funda)
Hora: 15h (open doors)
Censura: 18 anos
Assessoria de Imprensa: press@theultimatemusic.com

Programação
5 de Setembro: Anathema, The Reign of Kindo, Riverside, Novembers Doom (Acústico), Andy McKee
6 de Setembro: Paradise Lost, Novembers Doom (elétrico), Mono, Antimatter

Ingressos:
Pista: R$ 180,00 (meia entrada/promocional antecipado) | R$ 360,00 (inteira)
Camarote: R$ 250,00 (meia entrada/promocional antecipado) | R$ 500,00 (inteira)

2 Day Pass: R$ 340,00 (pista) | R$ 460,00 (camarote)

Ingresso promocional antecipado válido mediante entrega de 1kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

Ingresso online: www.clubedoingresso.com (parcelado em até 6 vezes)

Ponto de venda sem taxa de conveniência:
- Paranoid (Galeria do Rock - 2º Andar - Loja 315) | Pagamento apenas em dinheiro

Pontos de venda com taxa de conveniência:
- Loja 255 (Galeria do Rock) | Pagamento com cartões de débito e crédito (à vista)

Carioca Club Pinheiros
Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros (ao lado da estação Faria Lima do Metrô)
De segunda à sexta-feira das 10h às 18h | Sábado das 12h às 18h
Pagamento com cartões de débito/crédito (à vista)


TURISAS: Há um mês da tour no Brasil, primeiros lotes de ingressos estão quase no fim. Virada de preços nos próximos dias
"The time is here. Time to be brave, while others fear" ["A hora é esta. Tempo de ser valente, enquanto outros temem", em português]. Assim inicia-se a canção "End of an Empire" [lyric vídeo logo abaixo], uma das mais belas em 'Stand Up and Fight', álbum de 2011 dos finlandeses, mas tão atual quanto à época.


As letras do Turisas falam diretamente ao coração de seus fãs, literalmente conectando-se às histórias de vida de cada um deles, o que torna a experiência de vê-los ao vivo ainda mais especial. O vocalista/líder Mathias Nygård e seus companheiros de banda estão prontos para os brasileiros. A Dark Dimensions orgulha-se em trazer o quinteto ao país e a bela Curitiba fará as honras de abrir a turnê pela América Latina, a qual passará por mais seis capitais, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro, conforme mencionamos no início deste texto.

Os ingressos ainda mantém os preços iniciais, mas a indicativa é que isto mude nos próximos dias. Para saber mais sobre compra, locais dos eventos etc., basta observar os serviços a seguir e acessar os links correspondentes:

Curitiba
Data: 02 de outubro de 2015 [Sexta-feira]
Horário: 19h [show começa às 21h]
Local: Espaço Cult - Rua Doutor Claudino dos Santos, 72, Largo da Ordem

Venda ONLINE:
http://bit.ly/1dXzyCJ [Clube do Ingresso]
http://bit.ly/1KT8T4p [Ticket Brasil]


Pontos FÍSICOS de venda [lojas]:

DR. ROCK [Centro]
Shopping Metropolitan - Praça Rui Barbosa 765, Loja 04
Rua XV de Novembro, 74 - Centro
DR. ROCK [Jardim das Américas]
Shopping Jardim das Américas - Av. Nossa Senhora de Lourdes, 63, Loja 73-B, Piso 1
Rua Dr. Amadeu da Luz, 132 - Centro, Blumenau/sc

Página do evento no facebook: http://on.fb.me/1GiOIwM


São Paulo
Data: 03 de outubro de 2015 [Sábado]
Horário: 18h [show começa às 19h30]
Local: Carioca Club - Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros [perto da estação de metrô Faria Lima - Linha 4 Amarela]
Censura: 16 anos

Ingressos:
Pista Promocional: R$ 120*                                       
Pista Estudantil: R$ 100*
Camarote Promocional: R$ 250*
Camarote Estudantil: R$ 200*
*PREÇOS POR TEMPO LIMITADO


Venda ONLINE:
http://bit.ly/1FIHehS [Clube do Ingresso]


Pontos FÍSICOS de venda [lojas]:

GALERIA do ROCK - Av. São João, 439, Centro
LOJA 255 - 1º Andar. Horários de funcionamento: Seg-Sex, das 10h30 às 19h; Sáb, das 10h30 às 18h. ATENÇÃO! Pagamento com cartões de débito e crédito (à vista).
PROFECIAS - Loja 214, 1º Andar. Horários de funcionamento: Seg-Sex, das 09h30 às 18h30; Sáb, das 10h às 18h. ATENÇÃO! Compras somente em dinheiro.
LADY SNAKE - Loja 213, 1º Andar. Horário de funcionamento: Seg-Sex-Sáb, das 10h às 18h. ATENÇÃO! Compras somente em dinheiro.

Bilheteria CARIOCA CLUB PINHEIROS - Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros. Horários de funcionamento: Seg-Sex, das 10h às 18h; Sáb, do meio-dia às 18h. ATENÇÃO! Pagamentos com cartões de débito, crédito (à vista) e dinheiro.

Página do evento no facebook: http://on.fb.me/1FCMzbG


Rio de Janeiro
Data: 04 de outubro de 2015 [Domingo]
Horário: 18h30 [Show começa às 20h]
Local: Teatro Odisseia - Avenida Mem de Sá, 66, Lapa


Venda ONLINE:
http://bit.ly/1fh877d [Ticket Brasil]
http://bit.ly/1BiIaOL [Clube do Ingresso]


Pontos FÍSICOS de venda [lojas]:

HARD ‘N HEAVY - Rua Marques de Abrantes, 177, Loja 106, Flamengo. Horário de funcionamento: Seg-Sex, do meio-dia às 19h; Sáb, do meio-dia às 16h. ATENÇÃO! Pagamentos em dinheiro e cartões de crédito à vista.
SEMPRE MUSICA - Galeria Fiamma, Rua Visconde de Pirajá, 365, Loja 11, - Ipanema. Horário de funcionamento: Seg-Sex, das 11h às 19h; Sáb, das 11h às 15h. ATENÇÃO! Pagamentos em dinheiro e cartões de crédito à vista.
SCHEHERAZADE - Rua Conde de Bonfim, 346, Loja 209 – Saens Penha, Tijuca. Horários de funcionamento: Seg-Sex, das 10h às 19h30; Sáb, das 10h às 18h. ATENÇÃO! Pagamentos somente em sinheiro.
ROCK FOR YOU - Shopping Estação Fashion, Av. Pres. Kennedy, 1910, Loja D5 – Duque de Caxias. Horários de funcionamento: Seg-Sáb, das 09h às 20h. ATENÇÃO! Pagamentos em dinheiro e cartões de crédito à vista.
FANSLAND - Estrada dos Três Rios, 200, Loja 106, Bloco 3, Jacarepaguá – Freguesia. Horários de funcionamento: Seg-Sex, das 10h às 19h; Sáb, das 09h30 às 16h. ATENÇÃO! Pagamentos em dinheiro e cartões de crédito à vista.
UMBRELLA FOR GAMES (Niterói) - Infocenter Shopping Centro, Rua José Clemente, 62, St. 17. Seg-Sex, das 09h às 19h; Sáb, das 09h às 14h. ATENÇÃO! Pagamentos em dinheiro e cartões de crédito à vista.

Página do evento no facebook: http://on.fb.me/1KVaidR



PROMOÇÃO! PROMOÇÃO! PROMOÇÃO!

Que tal pagar menos e ver tanto o TURISAS quanto o ARKONA? Preços incríveis!
Clique em um dos links abaixo e saiba como adquirir:




INSTITUTION lança videoclipe da inédita Panopticon
Formado em 2013 e com o EP "Uncritical Receiver" na bagagem, a banda paulistana de hardcore Institution se prepara para o lançamento do álbum de estreia "Desolation Times”.

Depois de anunciar a pré-produção do disco, que será lançado neste ano pela Hearts Bleed Blue (HBB), o Institution divulgou nesta quarta-feira (2) o videoclipe música “Panopticon", o primeiro single do novo álbum.

Segundo o vocalista Hélio Siqueira a letra de “Panopticon" foi inspirada nos livros "Vigiar & Punir" de Michel Foucault e "Punishment and Modern Society" de David Garland. "A música fala sobre o modo como vivemos em uma sociedade controladora; uma sociedade que produz uma cultura do controle, que forja padrões de sociabilidade e que veementemente pune aqueles que negam a obedecê-la", explica o vocalista.

A produção do videoclipe ficou por conta da Neko Films, e a direção é assinada por Camila Fontana e Rodolfo Duarte, também baixista do Institution.

“Panopticon" é responsável por abrir o "Desolation Times”, e de acordo com Rodolfo é uma música forte e pesada, que serve como aperitivo para o que vem pela frente.

Assista ao vídeo de “Panopticon": 
www.youtube.com 


BLASTFEST anuncia mais bandas no seu line-up 100% norueguês.
Realizado em Bergen, na Noruega, o Blastfest 2016 será realizado entre os dias 17 e 20 de fevereiro do ano que vem. No evento, as bandas Abbath, Green Carnation, Ihsahn, Ancient e Gorgoroth já foram anunciadas.

Recentemente, a organização anunciou mais alguns nomes. 1349, Audiopain, Gravdal, Voluspaa, Einherjer, Kraków e Solefald também farão parte do cast do evento que está 100% composto por bandas da Norugea.

Mais informações:

STORMY ATMOSPHERE: gravadora anuncia pré-encomenda do novo trabalho
Segundo álbum dos israelenses do Stormy Atmosphere, “Pent Letters” será lançado pela gravadora Total Metal Records. O disco, que conta com participação de Tom S. Englund (Evergrey), Shaked Furman (Acropolis, Orpheus Blade) e Tom Gefen (Reign of the Architect), já pode ser pré-encomendado no seguinte link:


A banda também divulgou um teaser:


Mais informações:


SKYFORGER lança vídeo e anuncia turnê pela Alemanha
O Skyforger, que divulga atualmente o álbum "Senprūsija" (velha Prússia, em português), lançou um vídeo oficial da faixa Melnās Buras. O vídeo transporta-o de volta para os tempos sombrios da Grande Guerra do Norte (1700-1721), quando vários surtos de peste atingiram a Europa, especialmente ao redor da costa do Mar Báltico. A praga se espalhou a partir da Ásia Central através de Constantinopla para a Polônia, como o exército sueco seguiu a rota. Para conferir acesse:


A banda também anunciou algumas datas na Polônia e Alemanha. Confira (em inglês):

POLAND, October 2015
With / Ensiferum, Metsatöll, Skyforger + supports

01.10.2015 Poland, Kraków, Kwadrat
02.10.2015 Poland, Wroclaw, Alibi
03.10.2015 Poland, Warszawa, Progresja

HEIDENFEST, October 2015
With / Die Apokalyptischen Reiter, Korpiklaani, Varg, Skyforger, Winterstorm
+ *Finntroll, Hämatom

16.10.15 Germany Stuttgart, LKA Longhorn *Extended
17.10.15 Germany München, Backstage *Extended
18.10.15 Switzerland Pratteln, Z7 *Extended
19.10.15 Germany Berlin, Postbahnhof
20.10.15 Germany Frankfurt, Batschkapp
21.10.15 Germany Saarbrücken, Garage
22.10.15 Germany Hamburg, Markthalle
23.10.15 Germany Oberhausen, Turbinenhalle *Extended
24.10.15 Germany Leipzig, Hellraiser *Extended
25.10.15 Austria Wien, Gasometer *Extended


AT THE GATES lança videoclipe horas antes de iniciar turnê pela América Latina
Poucas horas antes de começar nova turnê pela América Latina, a banda At The Gates, considerada a precursora do movimento “New Wave of Swedish Death Metal” ou popularmente conhecido como “Gothenburg Sound”, lançou videoclipe para “The Book Of Sand (The Abomination)”, uma das principais composições do excelente novo álbum “At War With Reality”.

O registro foi gravado durante a apresentação no Rockstadt Extreme Fest, na Romênia. Confira o clipe em https://www.youtube.com/watch?v=I6cMVf1cXPU.

Tomas Lindberg (vocal), Anders Björler (guitarra), Jonas Björler (baixo), Martin Larsson (guitarra) e Adrian Erlandsson (bateria) se apresentam, no próximo dia 13 de setembro, no palco da Clash Club, em São Paulo. Este show marca o encerramento desta nova passagem por diversos países da América Latina.

Os ingressos para a exibição na capital paulista continuam à venda pela Ticket Brasil (https://ticketbrasil.com.br/show/3026-atthegates-sp/), Clube do Ingresso (http://www.clubedoingresso.com/atthegates), Galeria do Rock (loja 255 e Mutilation) e em Santo André (Metal Music). Mais informações no serviço abaixo.

Com 25 anos de carreira, o At The Gates é reconhecido como um dos precursores do movimento “New Wave of Swedish Death Metal” ou “Gothenburg Sound”, e segue na estrada divulgando “At War With Reality”, primeiro álbum 19 anos após o lançamento do clássico "Slaughter of the Soul" (1995). Este trabalho vem figurando no chart de diversos países como Suécia (3), Japão (17), EUA (53), Áustria (39), Suíça (51), Alemanha (25), Finlândia (15) e Bélgica (78).

Os shows do At The Gates pela América Latina são os seguintes:
02/09 – C3 – Guadalajara, México
03/09 – Café Iguana – Monterrey, México
04/09 – Circo Volador – Cidade do México, México
05/09 – Pepper's Club – San José, Costa Rica
06/09 – Teatro Ecci el Dorado – Bogotá, Colômbia
08/09 – Teatro Cariola – Santiago, Chile
10/09 – Roxy Live – Buenos Aires, Argentina
12/09 – Bar da Montanha – Limeira, Brasil
13/09 – Clash Club – São Paulo, Brasil
  
Links relacionados:

Serviço São Paulo
Agência Sob Controle orgulhosamente apresenta At The Gates
Data: 13 de setembro de 2015 – domingo
Local: Clash Club
End: Rua Barra Funda, 969 - próximo ao Terminal Palmeiras/Barra Funda
Hora: 19h (open doors)
Banda convidada: Hatefulmurder
Classificação etária: a partir de 16 anos

Valor dos ingressos:
1º Lote: R$ 100,00 (Pista Meia/promocional – limitados)
2º lote: R$ 120,00 (Pista Meia/promocional)
Camarote: R$ 150,00 (Meia/promocional)


Pontos de Venda
São Paulo – Galeria do Rock
Loja 255: 2° andar – 11-3361.6951 | Loja Mutilation: 3° andar – 11-3222.8253
Santo André - Metal Music: Rua Dona Elisa Fláquer, 184 – Centro – 11 4994.7565


INSANITY anuncia lançamento de seu segundo álbum duas décadas depois do debut
Os norte-americanos do Insanity anunciaram que seu segundo álbum, “Visions of Apocalypse”, no dia 13 de novembro via Unspeakable Axe/Dark Descent. O disco sairá 21 anos após o lançamento do debut “Death After Death”, lançado em 1994. Confira abaixo o track list:

1. Sacrefixion
2. When
3. Sociopath
4. Mortification
5. Disillusioned
6. Dread the Dawn
7.  Tired
8. Blind
9.  Visions of Apocalypse

Mais informações:


Obs.: As notas publicadas nesta seção são de responsabilidade das assessorias das bandas/artistas.